segunda-feira, 16 de novembro de 2009


A necessidade do Tratamento

O caminho até o tratamento pode ser longo. Após passar pela primeira crise e de procurar ajuda médica para o inicio do processo de diagnostico, o portador deve iniciar o tratamento.

A única forma de levar uma vida relativamente normal com a doença é através do tratamento. O tratamento da esquizofrenia atinge bons resultados com um acompanhamento completo, isto é, envolvendo vários profissionais ligados à área social e da saúde mental - psiquiatra, psicólogo, terapeuta ocupacional, enfermeiro e assistente social – todos atuam em um plano terapêutico que também inclui o tratamento medicamentoso (antipssicóticos).

A esquizofrenia é uma doença crônica, e que precisa de tratamento por tempo indeterminado. A relativa melhora depois do inicio do tratamento, faz com que muitos pacientes abandonem as consultas e os remédios, por acharem que, como não apresentam mais os sintomas da esquizofrenia, já estão curados. Isso é um erro muito comum, mas no caso da esquizofrenia, a falta de acompanhamento médico específico e a falta dos remédios, faz com que muitos sintomas reapareçam, causando as recaídas.

Uma pesquisa realizada no Brasil em 2005 mostrou que 50% dos pacientes abandonaram o tratamento após um ano.

Quando o paciente não segue o tratamento adequado, ele conseqüentemente terá uma segunda crise, onde os cuidados são mais intensos, pois os sintomas da doença se agravam.

Por: Luciene Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário